26 de junho de 2017



"Esse é o manifesto da Mãe Monstro
Em TADG - Território Alienígena Dominado pelo Governo
Um nascimento de proporções magníficas e mágicas ocorreu
Mas o nascimento não era finito
Era infinito
Quando o ventre se abriu
E a mitose do futuro começou
Percebeu-se que esse infame momento na vida
não era temporal
E sim eterno
E assim começou o início de uma nova raça
Uma raça dentro da humanidade
Uma raça sem preconceitos
Sem julgamentos, só uma liberdade sem fronteiras
Mas nesse dia
Enquanto a mãe eterna desovava no multiverso
Um outro nascimento mais assustador aconteceu
O nascimento do mal
Enquanto ela se dividia em dois
Girando de agonia entre duas forças elementares
O pêndulo da alegria começou a dançar
Parece fácil imaginar
Gravitar instantaneamente e sem desviar em direção ao bem
Mas ela se perguntou
Como protegerei algo tão perfeito sem o mal? "

Lady Gaga - Born this way

13 de junho de 2017

Dance nua com seu ego


Tem dias em que eu acordo com instruções claras e esclarecimentos. Já contei para vcs.

Hoje amanheci assim.
A noite me disse muito sobre certas coisas... Mesmo que haja disfarce e máscaras... Os olhos da verdade estão sempre abertos e observando...
Eu me conecto com eles. 
Agradeço e sigo em frente.
Gosto da frase: "deixar nua a verdade".
É libertador.
É libertador para aqueles que dançam nus com seu ego, mas o fazem não pelos aplausos de quem assiste. O fazem para movimentar o tempo, o momento, a circunstâncias. O fazem para transformar. Para que o vento de seus bailares possam aparar as arestas de seu ser, o fazem para que possam fazer precisos os movimentos... Te capacitando a dançar cada vez melhor com ele, sempre sendo vc o condutor dessa dança. Sempre.
Não se mata o ego, nem cala o ego.
Se dança com ele lindamente, fazendo brotar do chão, tocado pelos teus pés, uma relva linda... Onde vc pode se demorar um pouco, entre uma dança e outra, sorvendo fertilidade e beleza.
É uma grd lição... Para quem se permite ouvir a música da vida.

Bom dia, vida!

9 de março de 2017

Sobre meu eu profundo, tão pagão...

Eu posso acessar outros mundos, se eu quiser... Transcender por alguns momentos esta existência, visitar outros espíritos irmãos...
Mas eu prefiro caminhar pelas matas e florestas misteriosas, nas quais meu insignificante conhecimento da vida não me faria viva por muito tempo, sem os artifícios humanos de autopreservação.
Eu prefiro estar aqui e fazer do meu lar um lar para outros espíritos irmãos, que chamamos de animais...
Posso sair daqui e escolher não mais voltar, numa jornada insólita para o outro lado, tão incrível e diferente... Eu posso, sim...
Mas eu prefiro aqui sentir meus pés pisar a Terra com graça e força, sentindo a energia regeneradora e geradora me transformar. Eu prefiro me ver passar pelo tempo, sem pressa de estar do outro lado. O dia vai chegar.

Eu posso viver os estados alterados da minha mente, saindo desta realidade por algum tempo. Isso pode ser regenerador.
Mas eu prefiro estar num estado alterado pelo cheiro da chuva chegando ou do mato molhado, inebriada pelos odores e sabores da Terra a qual pertenço.
É possível se encantar com exercícios que te dão a impressão de ser mais poderoso, capaz de fazer coisas que a maioria, preguiçosa em se exercitar, não consegue.
Mas e se eu te dissesse que a forma mais poderosa de ser consiste na forma como você trata o seu mundo? E se eu te dissesse que o exercício de ser melhor é o mais complexo que existe, e que os resultados desse teu eu exercitado podem produzir resultados nunca antes vistos? Fantásticas experiências em tua existência poderiam acontecer..

E se eu te dissesse que tudo de que precisa para isso é viver a natureza, sendo o guardião-parte dela?
Te digo que é assim que vivo. E é assim que quero viver cada vez mais... cada vez mais.

Te digo que não há outro lugar em que eu queira estar senão na Terra.
Não quero deixar de reencarnar, sair da roda, ir para um lugar melhor. Eu quero fazer deste um lugar melhor. Esta é minha função nesta Terra. Esta é minha casa. Eu sou daqui e aqui quero permanecer.
Eu sou daqui e não me agrada nenhum caminho que me diga que, se eu for boazinha, poderei sair daqui.

Voltarei tantas vezes me seja permitido.
Por que eu sou filha desta Mãe, deste Pai.

Adoro o céu... visto da Terra.

27 de dezembro de 2016

SOBRE NOMES MÁGICOS...


Acordei de um sonho interessante...

Mas antes de contar, deixe-me contextualizar algumas coisas...

Os nomes que carregamos são chaves mágicas poderosas que nos conectam à nossa essência, a mistérios sobre nós mesmos e sobre nossos ancestrais.
No decorrer de nossas vidas espirituais, a depender do caminho que sigamos, recebemos nomes que são pontes para esses mistérios, chaves a abrir portas e portais profundos de nós mesmos.
O primeiro que recebemos, quando nascemos, recebemos dos antigos de nosso clã, nossa família.
Pode ser que te pareça ter sido escolhido teu nome apenas pela sonoridade dele, mas como não creio em coincidências e sei que qualquer coisa que seja nomeado guarda grande grande poder, aprendi a analisar as pessoas por seus nomes, os nomes de seus clãs, os nomes que se repetem em seus clãs, os nomes púbicos, os nomes secretos...
E isso não é exclusividade minha, é feito há muitos séculos.
Então, em suma, bem além dos significados dos livretos/sites de nomes para bebês, cada nome possui uma partícula de quem você é em essência. Desse mistério que é ser você. O Elfo, por exemplo, meu marido amado... é Elfo Lunar... Um ser quase divino em sua essência, ligado aos mistérios da dança maravilhosa entre o sol (Alfrothul) e a lua (Esse Elfo não é só um Elfo, mas é um lunar). Além disso, ele é Herman Renato, o irmão renascido... que significa muita coisa para quem o conhece. 
Usei o amor da minha vida para exemplificar minhas viagens, mas você pode fazer consigo e com os seus.

Mas vou além...
Ganhamos de nossos antigos, de nossos ancestrais, os nomes que carregaremos durante nossas vidas. Carregamos o DNA de muitas e muitas pessoas. Somos a soma biológica de todos os nossos ancestrais. Já pensou que se faltasse um nesse imenso leque, você não estaria aqui?
E não apenas o DNA carregamos... Carregamos energia, legados, dons... mas também aprendizados, talvez maldições ... 
E aqueles que são adotados? 
Ah, esses são seres peculiares, que carregam não apenas de um veio dessa árvore maravilhosa que nos une e nos faz... mas de dois veios!
Quantos mistérios essas crianças peculiares carregam, não é mesmo?

Enfim, quando ganhamos um nome, ganhamos também poderes, características, potenciais de nossos ancestrais. Carregamos, então, poderosas partículas de outros seres, nossos ancestrais.
Dito tudo isso, conto meu sonho...
Encontrava com algumas mulheres, numa floresta molhada pela chuva que acabara de cair.
Todas essas mulheres eram minhas ancestrais.
Elas me disseram que carrego a beleza, o perfume e o espinho da rosa. Que carrego também o legado de muitas mulheres sobre as quais pedras foram atiradas. Mulheres esquecidas, sufocadas, reprimidas.
Elas me disseram que possuo inteligência no pensar e nobreza no coração, bem como a fúria e força necessárias para vencer qualquer batalha.
Finalizaram dizendo que carrego não só a força do feminino em mim, mas DO FEMININO.

Fiquei pensando nisso tudo...
Minhas bisavós se chamam: Rosa Paschoa, Magdalena de Almeida, Adele Ebert e Elvira Guerra.
Eu me chamo Maria Augusta. Eu me chamo Lua Serena. Eu me chamo outros nomes também...
Analise, se quiser.
Para mim foi um grande carinho das minhas ancestrais...
Acordei enternecida e decidi dividir aqui.
E vc?
O que você carrega de seus ancestrais? Que poderes e mistérios seu nome carrega? E seu nome religioso?
E os nomes de seus pais, avós, bisavós...?

Anote, pesquise, reflita e absorva.
Certamente, tem muita beleza e mistério em seu nome.
Beijos, 
Lua Serena, Maria Augusta e outras <3 span="">

15 de dezembro de 2016

AGENDA PAGÃ 2017

Gentes,

Achei super lindinha a Agenda Pagã 2017, idealizada pelos Dinho Oliveira.

Vale a pena imprimir e usar durante todo o ano.

Para saber mais, clique aqui.

Beijocas,

Lua Serena

8 de setembro de 2016

Sobre a Roda da Fortuna e a sabedoria dos Ipês


Se for pedir algo aos Deuses, peça sabedoria.
Ela faz você fluir melhor por todos os ciclos de sua vida.
Peça para ter a sabedoria dos Ipês, para que as flores que caem de VC possam embelezar o caminho, nutrir a terra e dar espaço ao novo. 
Que dos ciclos da natureza você possa extrair essa sabedoria, que também vive dentro de você, pois somos um só corpo com a Terra.
Da roda essa sabedoria é o eixo.
Você é o movimento, o vento, o sopro... Que passa.
Sabedoria para fluir nos ciclos. Peça isso aos Deuses.
A vida não lhe parecerá um fardo.
A vida sorrirá para VC e dentro de você.

Beijos,
Lua Serena